Entrevista

Luís Antonio Torelli

Entrevista sobre a Pesquisa “Produção e Vendas do Setor Editorial Brasileiro” com Luís Antonio Torelli, presidente da Câmara Brasileira do Livro (CBL) – (dezembro 2015)

Por que as entidades (CBL e SNEL) decidiram realizar a pesquisa “Produção e Vendas do Setor Editorial Brasileiro”? Quando ela começou a ser feita?

Torelli: Em 1990 a diretoria da CBL assinou um convênio com a Fundação João Pinheiro (FJP), por meio do Centro de Estudos Históricos e Culturais (CEHC), para a realização anual do Diagnóstico do Setor Editorial Brasileiro. Em 2002, a CBL fez uma parceria com o SNEL para a produção da pesquisa, ainda realizada pela Fundação João Pinheiro. Desde 2004 a FIPE é a responsável pela realização da Pesquisa Produção e Vendas do Setor Editorial Brasileiro.

Qual a importância dessa pesquisa?

Torelli: A partir dos dados apurados, é possível visualizar as tendências, dimensionar melhor a produção e trabalhar de modo mais eficaz para cumprir a meta prioritária de disseminar a leitura e ampliar o acesso ao livro no País.

De que forma a pesquisa tem auxiliado o setor livreiro brasileiro?

Torelli: Ao detalhar os números de cada subsetor do mercado – Obras Gerais, Didáticos, Religiosos e Livros Técnicos, Científicos e Profissionais, a pesquisa mostra às editoras a evolução de seus respectivos nichos. Isso é muito útil, à medida que permite dimensionar as tiragens e títulos, ampliando-os ou os reduzindo, investir mais na revelação de autores, quais livros manter em catálogo e tomar outras decisões, como as relativas à distribuição e preços.

Nos últimos anos vem aumentando bastante o número de editoras que colaboram com a pesquisa, respondendo seu questionário, mas quanto maior for esse número, tanto mais precisas serão as informações produzidas. O que o Sr. poderia dizer para estimular as editoras que ainda não o fazem a participarem da pesquisa?

Torelli: A contribuição de cada editora que participa da Pesquisa Produção e Vendas do Setor Editorial é de suma importância – principalmente para obtermos dados cada vez mais consistentes e assim contribuir com informações de relevância para nosso mercado, que vem experimentando grandes transformações nestes últimos anos.